sexta-feira, março 31, 2006

Governo extingue 187 organismos de Estado


O ministro das finanças, Teixeira dos Santos, anunciou ontem, durante a apresentação do Programa de Reestruturação da Administração Central do Estado (PRACE) a extinção de 187 organismos públicos, configurando assim a mais profunda reestruturação na Administração Pública desde 1974.

A Presidência do Conselho de Ministros e o Ministério da Economia e Inovação serão os mais afectados com 38 e 29 organismos extintos respectivamente.
O ministro fez questão de referir que as alterações serão feitas de modo faseado, e prometeu manter o diálogo com as instituições sindicais, embora oficialmente o governo não tenha adiantado quantos funcionários públicos serão afectados em concreto.

Com estas medidas, prevê-se que o Estado venha a poupar cerca de 30% dos recursos actualmente dispendidos, mas o primeiro-ministro afirmou que esta reforma não visa apenas poupar dinheiro, mas também “reforçar a relação de confiança entre os cidadãos e o Estado”.

O ministro de Estado e da Administração Interna, António Costa revelou ainda a existência de segunda fase de reestruturação em que a descentralização e desconcentração dos serviços será a grande aposta.


Fontes: Diário de Notícias
Foto: Diário de Notícias

quinta-feira, março 30, 2006

Abbas rejeita separação unilateral

O Presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmud Abbas, apelou ontem, antes do reinício da cimeira árabe, ao líder do partido israelita Kadima e primeiro-ministro interino, Ehud Olmert, para que renuncie ao projecto de separação unilateral entre israelitas e palestinianos.
Abbas manifestou a sua disposição para negociar com o novo Governo israelita e recusou a solução de separação unilateral imposta por Israel, após a recente tomada de posse do Governo palestiniano pelo Hamas.
O partido Kadima de Ariel Sharon/Ehud Olmert saiu recentemente vitorioso das eleições legislativas em Israel, tendo conseguido 21,8% dos votos, quando estão contados 99% dos boletins.
No discurso da vitória, Olmert afirmou que caso a Palestina se abstenha da negociação, as fronteiras orientais de Israel serão fixadas unilateralmente, levando ao desmantelamento dos colonatos na Cisjordânia e à anexação dos grandes blocos de colonatos.

Fonte:
RTP

quarta-feira, março 29, 2006

Jardim não quer comemorar o 25 de Abril



O grupo parlamentar, PSD Madeira não quer comemorar este ano o 25 de Abril, alegando «não ser oportuno». O requerimento já foi apresentado por Jaime Ramos, líder da bancada PSD Madeira, dirigido ao presidente do parlamento madeirense.
A oposição lamenta e rejeita a ideia laranja, lembrando que a democracia se deve ao movimento do 25 de Abril de 1974.
Mas a maioria absoluta de Jardim decidirá o que fazer. Certo é, que o grupo parlamentar pondera nunca mais retomar as comemorações, justificando que as mesmas «devem ser da responsabilidade da Assembleia da República».
Alberto João Jardim apoia a intenção, já que por diversas ocasiões criticou a secção parlamentar de comemoração da Revolução dos Cravos, alegando ainda, que as intervenções da oposição não tinham qualidade.
Recorde-se que no ano passado a secção comemorativa ficou marcada pelo incidente protagonizado pelo vice-presidente do grupo parlamentar do PSD Madeira, Coito Pita, que atirou para o chão um cravo deixado no púlpito do parlamento por um deputado Socialista que tinha usado a palavra antes dele.
Fontes:

terça-feira, março 28, 2006

Tendências Outono/Inverno na Moda Lisboa


Vinte criadores e três marcas, apresentaram na 26ª edição da Moda Lisboa as tendências para o próximo Outono/Inverno. O evento decorreu, no armazém 23, junto ao Cais da Matinha e tinha como tema "os pretos".

O tema "Black" presta homenagem a uma «cor democrática», «marcante do final do século XX e início do século XXI», declarou o director do acontecimento, Mário Matos Ribeiro à Lusa.
A Moda Lisboa contou com um orçamento de um milhâo de euros tendo, para além dos patrocinadores, o apoio apenas da Câmara Municipal de Lisboa. Segundo a agência Lusa, a autarquia disponibilizou 450 mil euros, metade dos 900 mil euros disponibilizados em 2004.
Estiveram envolvidas na organização cerca de 600 pessoas, que começaram já a preparar a próxima edição, a realizar-se em Outubro. O evento foi visitado por mais de 40 mil pessoas, 400 delas jornalistas, entre os quais 100 estrangeiros.
A Moda Lisboa tem vindo a impulsionar alguns investimentos e a internacionalizar alguns criadores, «só Luís Buchinho tem mais de 20 postos de venta», sublinhou Mário Matos.
Entre os estilistas presentes contaram-se: Ana Salazar, José António Tenente, Miguel Vieira, Luís Buchinho, Osvaldo Martins, Anabela Baldaque, Alexandra Moura, Storytailors, Aleksandar Protich, Sara Lamúrias, Maria Gambina, Lara Torres, Ricardo Dourado, Ricardo Preto, Pedro Mourão, Katty Xiomara, Lidja Kolovrat, Nuno Baltazar e Dino Alves.
As três marcas presentes que desfilaram foram: Lanidor, Lion of Porches e North East Polar.
A noite de encerramento terminou com a dupla Manuel Alves e José Manuel Gonçalves. Um desfile fora do âmbito da Moda lisboa.
Fontes:

segunda-feira, março 27, 2006

Supremo Tribunal adia decisão do caso Joana


A decisão do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) sobre o recurso da defesa dos dois arguidos do caso Joana, será anunciada esta semana.
O Supremo Tribunal de Justiça adiou a decisão sobre o recurso apresentado pela defesa da mãe e tio da criança de oito anos desaparecida no Algarve. Os arguidos, Leonor e João Cipriano foram condenados pelo Tribunal de Portimão em Novembro passado, a 20 anos e quatro meses e 19 anos e dois meses de prisão respectivamente, por homicidio qualificado e ocultação de cadáver.
O Conselheiro e relator do processo, Santos Cabral, apresentou na passada quinta-feira, o projecto de acordão aos seus adjuntos, Costa Mortágua, Rodrigues da Costa e Arménio Sottomayor, que estão a apreciar o recurso, devido a complexidade do processo. Em caso de empate, será o presidente da 5ª secção, Gonçalves Pereira, a ter a palavra final.
A defesa recorreu, por considerar insuficientes e contraditórios os fundamentos da decisão, recusando a condenação por homicidio qualificado. Os advogados consideram ainda que as declarações das mais de 40 testemunhas não fizeram prova do crime.
Quanto ao crime de profanação de cadáver, o colectivo considerou que não houve dolo, isto é, cortaram o corpo para o esconder e não por prazer. O tribunal considerou também, que não ficaram provados os motivos que conduziram ao crime, ocorrido em Setembro de 2004.
Fontes:

Operação Stop na A1


Na passada quinta-feira a auto-estrada do Norte esteve bloqueada entre as 3h e as 7h da manhã, no sentido Norte-Sul. O bloqueio foi motivado por uma gigantesca operação stop, lavada a cabo por 90 agentes da GNR (Guarda Nacional Republicana).

Esta intervenção teve como objectivos difundir a prevenção e detectar possíveis infracções, principalmente em veículos pesados, com excesso de carga. Onde «o objectivo foi alcançado já que um terço dos veiculos pesados fiscalizados tinham de facto carga a mais», declarou o porta-voz da brigada de trânsito, Lourenço da Silva, ao Portugaldiário.

As autoridades policiais desviaram todo o trânsito para fiscalizar os condutores junto à aréa de serviço de Aveiras. Todos os veículos foram obrigados a passar sob a forte vigilância da GNR. De um lado os ligeiros, do outro os pesados.

Desta operação, resultou um total de 582 veículos fiscalizados.

Fontes:
Portugaldiario

terça-feira, março 14, 2006

Campanha alerta contra pirataria digital


A Associação fonográfica portuguesa (AFP) lançou, ontem em Lisboa, uma campanha de sensibilização contra a pirataria digital.
A campanha traduz-se num guia, a ser distribuído por todo o pais, onde se alertam os consumidores para os perigos que correm com a utilização dos programas peer -to- peer (P2P) , utilizados para fazer o descarregamento e troca de material ilegal.
Como complemento a esta acção, a AFP irá divulgar também um panfleto com o título Os jovens, a música e a Internet, apostando assim na sensibilização do público mais jovem.
No âmbito desta acção foi também criada a versão portuguesa do site da pro-music (http://www.pro-music.com.pt/) que permite o acesso a um programa através do qual os utilizadores podem descobrir se têm material ilegal no seu computador, links para a compra legal de música através da Internet, bem como os depoimentos de vários artistas do panorama musical português.

Em declarações ao JN, o director-geral da AFP, Eduardo Simões, referiu-se ao fenómeno da pirataria digital como , "uma profunda derrota para quem gosta de música”.
Já o presidente da AFP, David Ferreira lembrou que no nosso país o crime de pirataria digital é punido com até três anos de prisão.

Nos últimos cinco anos o mercado de música português sofreu uma diminuição de cerca de 47%, representando uma queda da facturação para metade dos valores registados no ano de 2000.

Fontes: JN

sexta-feira, março 10, 2006

Festival da Canção 2006

Esta noite, a partir das 21:10, a RTP apresenta mais uma edição do Festival RTP da Canção. Espera-se um grande espectáculo de variedades, do qual sairá a canção que representará Portugal no Festival Eurovisão da Canção 2006, em Atenas.
A RTP pretende reeditar a antiga tradição do Festival da Canção e, para isso, convidou cinco produtores musicais, nomes conhecidos e consagrados do nosso meio artístico: Elvis Veiguinha, José Marinho, Luís Oliveira, Ramón Galarza e Renato Júnior. Cada produtor apresentará duas canções, sendo a escolha dos autores e dos intérpretes da sua inteira responsabilidade.
Esta edição do festival RTP da Canção, realiza-se no Centro de Congressos de Lisboa, cuja apresentação estará a cargo de Jorge Gabriel, Isabel Angelino, Daniel Oliveira, Helena coelho, Eládio Clímaco e Helena Ramos.

Deixamos aqui o nome das dez canções e respectivos intérpretes que vão a concurso:

01 – UM DIA DIREI – BRUNO NICOLAU
02 – ALMA NOVA – LARA AFONSO
03 – NA NOITE ÉS TU E EU – MADISON LUCIA
04 – BEM MAIS ALÉM – MARIAFOLIA
05 – NUNCA MAIS TE DIGI ADEUS – RICARDO MORAES
06 – SEI QUE SOU (PORTUGAL) – VÂNIA DE OLIVEIRA
07 – DURMO COM PEDRAS NA CAMA – NATALIE INSOANDÉ
08 – COISAS DE NADA – NONSTOP
09 – O AMOR É UMA FONTE – BETO
10 – AS MINHAS GUITARRAS – CUCA

Fonte:
RTP

Benfica enfrenta adversário de peso

O Benfica vai medir forças com o FC Barcelona nos quartos-de-final da Liga dos Campeões, segundo ditou o sorteio realizado hoje em Paris, capital europeia que acolherá a final da prova.
Recorde-se que, nos oitavos de final, o Benfica eliminou o Liverpool, campeão europeu em título, com duas vitórias, primeiro na luz por 1-0 e depois em Anfield Road, por 2-0.
No embate ante o Barça, onde joga o internacional português, Deco, o Benfica jogará primeiro em casa, no dia 28 de Março, viajando para a Catalunha a 5 de Abril.
O Benfica tem agora a oportunidade de contrariar o resultado obtido na época de 1994/95, quando foi eliminado pelos italianos do AC Milan.
Nas restantes partidas, o Arsenal FC encontra a Juventos, enquanto o Lyon de Tiago mede forças com o AC Milan de Rui Costa. Os espanhóis do Villareal bater-se-ão com o vencedor do jogo Inter Milão – Ajax.



Fontes:
UEFA

LUSA

terça-feira, março 07, 2006

"Colisão" na noite d' Óscares


A 78ª edição dos Óscares de Hollywood, realizada este domingo no Kodak Theatre, em Los Angeles, ficou marcada pela vitória inesperada do filme “Colisão” na categoria de melhor filme, contrariando assim todas as previsões que apontavam como vencedor “O Segredo de Brokeback Mountain”.
O filme “Colisão”, da autoria de Paul Haggis, arrecadou ainda mais duas estatuetas: melhor argumento original e melhor montagem. Já o filme de Ang Lee “O Segredo de Brokeback Mountain”, nomeado para oito óscares e considerado o favorito da noite, conquistou apenas três categorias: melhor realizador(Ang Lee), melhor argumento adaptado e melhor banda sonora original.
Philip Seymour Hoffman recebeu o óscar de melhor actor principal pelo seu desempenho em “Capote” e Reese Witherspoon, em “Walk the line”, o de melhor actriz principal.
Na categoria de Melhores Actores Secundários George Clooney (“Syriana”) e Rachel Weisz (“O Fiel Jardineiro”) foram os grandes vencedores.
Os filmes “Munique”, de Steven Spielberg , e “Boa Noite e Boa Sorte” de George Clooney, com cinco e seis nomeações, respectivamente, destacaram-se pela negativa ao não arrecadarem qualquer prémio.
A cerimónia contou ainda com a apresentação de Jon Stewart sucedendo-se assim ao actor Chris Rock.

(Para ficar a conhecer os vencedores das restantes categorias clique aqui )
Fontes:
Sites relacionados:

sexta-feira, março 03, 2006

Luz verde para a co-incineração

O ministro do ambiente, Francisco Nunes Correia, anunciou hoje, durante a apresentação do relatório da Comissão Científica Independente (CCI), no Porto, que a co-incineração de resíduos industriais vai ser realizada nas cimenteiras de Souselas e Outão, na Arrábida.

De acordo com o relatório apresentado pela CCI as cimenteiras portuguesas praticam as melhores tecnologias disponíveis, não havendo por isso nenhum entrave para obterem autorização para queimar lixo industrial.

O relatório refere-se ainda à expansão, nos últimos anos, das práticas de incineração e co-incineração motivada por factores como o custo da energia petrolífera, a entrada em vigor da Protocolo de Quioto e estudos que revelam uma carácter mais amigável da co-incineração.

O ministro reforçou estas ideias no decorrer da conferência de imprensa, declarando aos diversos órgãos de comunicação social, que a co-incineração “é uma prática realizada em cerca de 60 cimenteiras na Europa dos 15" e que as actuais técnicas são “absolutamente seguras”.

Entretanto, o Partido Ecologista “Os Verdes” (PEV), já anunciou que pretende apresentar queixa à Comissão Europeia, mostrando preocupação quanto ao facto de virem a ser queimados resíduos industriais perigosos (RIP) na Arrábida.
A deputada do PEV, Heloísa Apolónia, pediu um “debate de urgência” para discutir a questão da co-incineração.

Estima-se que em Portugal seja produzidas anualmente cerca de 250 mil toneladas de RIP.


Fontes: Diário Digital
Público

quinta-feira, março 02, 2006

Brokeback Mountain


Quando um filme tem como premissa uma história de amor entre dois homens, tem de se dizer que este é um filme corajoso.
Brokeback Mountain é por isso um projecto inédito.
Adaptado do conto de Annie Proulx (publicado na New Yorker) Ang Lee, constroi uma obra de vulto, tornando-se o filme mais comovente da sua careira.
O filme é um dos mais tradicionais géneros americanos , o "western" e centra-se numa história de amor entre dois homens, que mantém, durante anos uma relação imposivel; desafiando todos os limites e convenções.
Primeiro, têm dificuldado em aceitar o seu amor e depois vivem com a imposibilidade de o assumirem. Acabando os seus sentimentos por chocar com a sociedade rural.
Ennis del Mar (Heath Ledger) e Jack Twist (Jack Gyllenhaal) são dois jovens que se conheçem no verão de 1963, quando procuram emprego no rancho de Joe Aguirre. Ambos pareçem ter certezas quanto ao que querem da vida. Jack, deseja ser cowboy e está a trabalhar no local pelo segundo ano consecutivo, enquanto que Ennis, pretende casar com Alma (Michelle Williams), assim que o verão acabe. Mas quando Aguirre, destaca Ennis e Jack para trabalharem na remota região de Brokeback Mountain, os dois jovens vivendo isolados durante semanas, tornam-se cada vez mais amigos, sentindo-se unidos por uma força maior que resulta, numa relação amorosa.
No fim do verão cada um segue o seu rumo, mas a cumplicidade vivida naquele verão irá marcar às suas vidas para sempre.
"O Segredo de Brokeback Mountain" é um espantoso filme sobre o poder, de um amor proibido entre dois cowboys, que tem como pano de fundo as deslumbrantes paisagens de Wyoming e do Texas.
Fontes:

Brokeback Mountain conquista os Bafta

O filme "O segredo de Brokeback Mountain", do realizador Ang Lee, que conta a história de dois "malboro men" apaixonados, saiu recentemente vitorioso da Academia de Cinema Britânico ao arrecadar quatro dos nove prémios Bafta (o oscar Britânico) aos quais concorria: melhor filme, melhor realizador, melhor argumento adaptado e Jake Gyllenhaal levou ainda a estatueta de melhor actor secundário, destornando candidatos como George clooney com "Syriana".

O Bafta de melhor actor principal foi para Philip Seymour Hoffman, por "Capote", enquanto que o galardão de melhor actriz coube a Reese Witherspoon pelo desempenho em "Walk the line".

A Academia do Reino Unido atribuiu ainda, ao filme "Memória de uma Gueixa" o prémio de melhor banda sonora.

Este belissimo "western", vencedor do Leão de Ouro no último festival de Veneza, catalogado de "gay cowboy movie" é um dos favoritos aos óscares, a realizar-se a 5 de Março, com oito nomeações.

Fontes:
jn

Dan Brown acusado de plágio

O escritor Dan Brown está desde segunda-feira a ser acusado, em Londres, de plagiar as ideias usadas no seu “best-seller” O Código Da Vinci de um outro livro publicado por dois britânicos em 1982.
Os dois queixosos, Michael Baigent e Richard Leigh, acusam Brown de se ter apropriado do tema central da obra The Holy Blood and the Holy Grail e processam ainda a editora Random House, que publicou ambos os livros, por violação de direitos de autor, exigindo cerca de 15 milhões de euros de indemnização.
The Holy Blood and the Holy Grail, publicado em Portugal com o título O Sangue de Cristo e o Santo Graal pela Livros do Brasil, conta com um terceiro co-autor, Henry Lincoln, que preferiu não se envolver no processo. A obra pseudo-histórica parte do pressuposto de que Jesus Cristo pode não ter morrido na cruz, tendo-se refugiado em França com Maria Madalena e cuja dinastia foi protegida pela Ordem do Templários. Enquanto isso a Igreja Católica teria procurado eliminar os descendentes de Cristo durante o período da Inquisição.
Dan Brown afirma conhecer o livro dos três britânicos, chegando mesmo a mencioná-lo no seu romance, juntamente com outros três livros, e a baptizar uma das personagens com o nome de Sir Leigh Teabing, um anagrama dos nomes dos queixosos, no entanto refere que este teve pouca influência no seu livro.
Já a Random House rejeita qualquer tipo de acusação, argumentando que a lei do Reino Unido não protege “direitos” sobre ideias ou teorias históricas.
“Sugerir um Jesus casado é uma coisa, mas pôr em causa a ressurreição mina o próprio coração da crença cristã”, declarou Dan Brown aos jornalistas à porta do tribunal.
Caso os dois queixosos vençam, a estreia prevista para 19 de Maio do filme O Código da Vinci, com Tom Hanks e Audrey Tatou nos principais papéis, poderá estar em risco.
De momento o processo encontra-se suspenso até à próxima terça-feira para que os juízes possam ler as obras envolvidas.

Fontes:
DN
LUSA